Segunda maior mineradora do mundo maximiza seu retorno sobre dados e investimento usando a solução flexível de aposentadoria de aplicações da Informatica.

“A Vale obteve o retorno total do investimento na solução Informatica Application ILM no prazo de 18 meses. Esse período poderia ter sido reduzido a menos de um ano se os aplicativos de maior porte tivessem sido aposentados no início do projeto. O retorno deve-se à eliminação dos custos excessivos de gerenciamento de dados, das taxas de manutenção de software e hardware desnecessários e da redução de despesas com data centers.”
– Lucas de Andrade, Analista de TI, Vale

Resumo executivo
A Vale é a segunda maior mineradora do mundo e a maior empresa privada da América Latina. A empresa fornece matérias-primas para a fabricação de aço e ligas metálicas que são usadas na produção de baterias, veículos, aviões e outros produtos e bens industrializados. Além disso, Vale produz metais não ferrosos e minerais importantes, usados como insumos por indústrias globais de produção de alimentos e de bens industriais.

Uma parcela significativa de seu crescimento, após a privatização em 1997, pode ser atribuída à estratégia de aquisições de empresa. Entre 2000 e 2010, por exemplo, a Vale investiu mais  28 bilhões em aquisições.

Essas aquisições são promissoras para a empresa, para os investidores e para os acionistas; entretanto, colocam grande pressão sobre o departamento de TI. Toda vez que uma nova empresa é adquirida, novos sistemas e aplicativos provenientes dessas organizações são acrescentados ao já complexo ambiente de TI da Vale. Inevitavelmente, há um grau significativo de sobreposição e redundância entre os aplicativos, que devem ser integrados ou migrados para os sistemas atuais. Alguns dos aplicativos migrados não podem ser simplesmente desativados – seus dados precisam ser mantidos e o acesso a eles resguardado para fins de conformidade legal. Como exemplo, podemos citar a aquisição de uma grande mineradora brasileira de manganês, que trouxe consigo o sistema de ERP da Datasul/Totvs, e a compra de uma companhia de logística que possuía um extenso ambiente de ERP da SAP. Essas duas plataformas de ERP eram incompatíveis com a estratégia de longo prazo da Vale, de enxugar e racionalizar a sua arquitetura de aplicativos, sendo consideradas, por isso, excelentes candidatas a serem aposentadas.

Aplicativos legados como um passivo financeiro
Como resultado desses processos de integração, criou-se uma situação em que centenas de sistemas legados conviviam com os sistemas em produção da Vale. A maioria desses aplicativos só continuava em uso para atender aos requisitos de conformidade legal ou solicitações operacionais pontuais, feitas por alguns usuários. A não ser que medidas fossem tomadas, a mineradora seria onerada pelos custos do gerenciamento de dados, pelas taxas de manutenção de hardware e software desnecessários e por um processo ineficiente de retenção e descarte de dados para fins de conformidade. Além disso, a empresa teria de arcar com custos dispensáveis de licenciamento e manutenção, aos quais somavam-se os gastos crescentes com armazenamento de dados. Lucas de Andrade, analista de TI da Vale, descreve a situação: “Quando a Vale adquire uma empresa, os sistemas antigos e redundantes dessa empresa continuam a consumir recursos valiosos. Esses sistemas costumam requerer conhecimentos especializados para sua administração e o acesso a seus dados é complicado, dificultando o cumprimento de requisitos relacionados à geração de relatórios e à conformidade normativa. O objetivo da Vale é desativar esses aplicativos legados, com segurança e eficiência, e preservar o pleno acesso aos dados arquivados, usando uma plataforma de aposentadoria de aplicativos”.

A iniciativa de arquivamento de dados
Em meados de 2009, a Vale lançou iniciativas chave para acelerar a globalização da sua organização de serviços compartilhados e promover uma redução de custos permanente. Como resultado de uma dessas iniciativas, a empresa identificou aproximadamente 350 sistemas a serem desativados. Destes, 300 podiam ser desligados pela empresa; porém, 50 sistemas continham dados importantes para fins de conformidade.

Em seguida, a Vale deu início a um processo de seleção de um fornecedor de tecnologia, do qual participaram a Informatica, a IBM e a HP, realizando uma prova de conceito de arquivamento de dados, geração de base de dados reduzidos e mascaramento de dados. Seis meses mais tarde, o resultado final foi a seleção da Plataforma Informatica® ILM para viabilizar um programa global de aposentadoria de aplicações, com o acréscimo de funcionalidades de geração de base de dados reduzidos e de mascaramento para outros propósitos. No final de 2010, um plano para a aposentadoria daqueles 50 sistemas foi traçado. Essa aposentadoria pouparia US$ 1 milhão por ano em custos operacionais associados ao suporte destes sistemas.

Os principais pontos de diferenciação da tecnologia da Informatica foram melhor produtividade e desempenho, suporte transparente para a plataforma SAP e um rápido e comprovado retorno sobre o investimento (ROI). De acordo com Andrade, a flexibilidade da solução Informatica Application ILM foi o que decidiu a partida. “A solução Informatica Application ILM não só atendeu às necessidades imediatas de aposentadoria de aplicações, como também abriu as portas para geração de subconjuntos, mascaramento e arquivamento de dados, em uma única solução integrada. A tecnologia Informatica ainda oferece suporte amplo e certificado, o que nos possibilita arquivar praticamente quaisquer tipos de dados usando conectores pré-desenvolvidos.”

Construindo uma “fábrica” de aposentadoria de aplicativos
O componente do Informatica ILM serve como um repositório comum e centralizado para respaldar a estratégia de desativação dos aplicativos legados da Vale, minimizando as despesas operacionais e os riscos de falta de conformidade. A Vale planejou estabelecer um método de aposentadoria de aplicações, no qual os processos fossem implementados em conjunto com a tecnologia de software escolhida.

A primeira fase do projeto foi totalmente implementada pelo Informatica Professional Services. A ideia era garantir a adoção de boas práticas (Metodologia Informatica VelocitySM) em arquivamento de dados e aposentadoria de aplicações, incluindo a implementação da infraestrutura de base. Também estavam previstas a definição e a implementação de uma rotina de desativação de aplicativos, para que o processo se tornasse repetitivo e reutilizável em outras ocasiões. Essa fase consumiu cerca de seis meses, durante os quais dois aplicativos da lista original foram aposentados com êxito. “O conhecimento e a experiência da equipe do Informatica Professional Services nas fases preliminares do projeto foram os alicerces para o nosso sucesso”, afirma Andrade. Com um histórico de 18 aplicativos aposentados com êxito em 2011, a solução da Informatica proporcionou à Vale um completo e rápido retorno sobre os dados. A soma dos benefícios obtidos após a implementação confirma o rápido retorno sobre o investimento realizado pela Vale.

A Vale já tem programados vários outros projetos de aposentadoria — inclusive de um sistema de ERP da SAP e de um aplicativo de grande porte no ambiente de mainframe — e está confiante de que a Informatica facilitará as operações e assegurará o cumprimento das exigências de conformidade. A flexibilidade da solução oferece a oportunidade de gerar bases de dados reduzidas, mascarar e arquivar dados, em uma única plataforma integrada. De modo geral, a Vale obteve um retorno completo sobre a implementação da Plataforma Informatica em 18 meses. Esse período poderia ter sido reduzido para menos de um ano se os aplicativos de maior porte tivessem sido aposentados no início do projeto.

Tempo de desenvolvimento: redução de 50%
A redução dos custos e a simplificação resultantes do processo de aposentadoria dasaplicações geraram um efeito secundário muito positivo para os usuários da área de negócios. Quando solicitam novos relatórios (que o sistema de aposentadoria de aplicações também gera usando a ferramenta padrão da Vale, Cognos), eles os recebem com mais rapidez. O tempo de desenvolvimento caiu 50% e o acesso às questões sobre desenvolvimento ficou facilmente disponível. Esses benefícios advêm da adoção de padrões bem conhecidos pela equipe de TI e da arquitetura integrada e simplificada. Um exemplo: os usuários agora podem acessar arquivos do tipo somente leitura por meio de conexões padrão ODBC/JDBC. O processo se tornou rápido e fácil, e imprimiu mais agilidade à tomada de decisões. Para acompanhar o crescimento, a arquitetura está sendo expandida e o ambiente ajustado. Uma segunda instância do servidor principal foi adicionada à infraestrutura, com a finalidade de separar as funções de arquivamento das funções de relatórios. Isso confirma a flexibilidade da plataforma, que também tem a capacidade de executar projetos de arquivamento de curto ou longo prazo, criar subconjuntos e atender aos requisitos de mascaramento.

Outra iniciativa em que a Vale poderia aproveitar a plataforma ILM da Informatica é a integração da operação global da empresa por meio da implantação de um novo ERP. Trata-se de um processo em andamento, que requer novas migrações de sistemas. Depois da migração, os sistemas antigos cairão em desuso e estarão sujeitos a desativação.

Outros aperfeiçoamentos estão sendo feitos visando o aumento da eficiência e do nível de automatização do sistema de aposentadoria de aplicações. Um deles é a adoção da opção Informatica Data Validation. Esse módulo adicional automatizará uma série de processos de testes, contribuindo para elevar o nível de conformidade e o acesso ao arquivo resultante para fins de auditoria. A tecnologia também acelerará o retorno sobre os dados ao introduzir processos mais enxutos e ao baixar os custos operacionais do processo de aposentadoria (“fábrica”).

Hoje, a Vale tem a confiança de que pode contar com uma plataforma robusta, escalável, aberta e eficiente, que atenderá aos seus requisitos de desativação, promovendo uma melhor utilização de seus recursos.

Arquivamento eficiente, acesso transparente
A Vale usou a solução Informatica Application ILM para desativar 18 aplicativos nos ambientes DB2 no mainframe e Oracle. A taxa média de compactação ficou acima de 95%.

“A Vale prevê o retorno total do investimento no Informatica Application ILM no prazo de 18 meses, em decorrência da eliminação dos custos excessivos de gerenciamento de dados, das taxas de manutenção de software e hardware desnecessários e da redução de despesas com data centers”, afirma Andrade. “A Vale também poderá cumprir suas obrigações de conformidade com confiança e reduzir o tempo associado aos processos de e-discovery de aplicativos.”

A tecnologia da Informatica armazena os dados antigos em um formato de arquivamento otimizado para altíssima compactação, preserva o contexto do aplicativo original e o arquiva em um repositório central, eliminando o hardware, o software e os esforços de manutenção associados a aplicativos legados e redundantes. A solução extrai dados de qualquer aplicativo legado da Vale e de uma gama completa de bancos de dados relacionais incluídos no sistema de aposentadoria de aplicações. Os usuários acessam os dados arquivados nesse repositório central, usando ferramentas padrão de relatório, e os exibem em um relatório personalizado, desenvolvido pelo sistema de aposentadoria, ou, alternativamente, acessam os relatórios on-demand por meio de um portal disponibilizado pela plataforma (Data Discovery Portal), não requerendo habilidade especializada de TI.

“Fábrica” acelera o processo de aposentadoria de aplicativos
Uma equipe de peritos do Informatica Professional Services deu início ao processo de aposentadoria de aplicações, transferindo gradualmente o seu conhecimento para a equipe da Vale. Isso permitiu desenvolver a autossuficiência no uso da tecnologia ILM e dos processos correlatos (boas práticas). Tendo adquirido suficiente experiência e conhecimento da tecnologia, a Vale começou a usar a sua própria equipe para o arquivamento, com o objetivo de agilizar e executar em série o processo de aposentadoria de aplicações.

Após esta bem-sucedida implementação, a Vale está expandindo o uso da solução Informatica Application ILM para o arquivamento de bancos de dados, com o objetivo de aumentar desempenho e reduzir custos. Isso significa retirar dos aplicativos os dados menos acessados em sua base de dados de produção, reduzindo seu tamanho e melhorando o tempo de resposta para o usuário final. Os primeiros candidatos são alguns aplicativos customizados e o Oracle E-Business Suite. A estratégia vai melhorar o desempenho dos aplicativos, reduzindo o volume dos dados de produção e os custos associados ao gerenciamento dos mesmos, tais como tempo consumido para backup e armazenamento.

No devido tempo, a solução Informatica Application ILM será levada para outros países onde a Vale tem aplicativos a serem aposentados. “Não consigo imaginar outra solução de aposentadoria de aplicações que ofereça as taxas de compactação de 95% que a Vale obteve com o Informatica Application ILM”, conclui Andrade. “Essa solução flexível deixa a Vale preparada para novas aquisições de empresas e o sistema de aposentadoria de aplicativos legados pronto para fazer seu trabalho com eficiência e rapidez, reduzindo custos de TI”.

Top